Antes Que Eu Vá – Crítica

Geeente, 84 anos que eu não faço crítica escrita no blog né? Pois é. Mas aí agora que eu to com o domingo livre (a não ser que alguem queria escrever pra mim, aí nesse caso me avisa) resolvi falar de filmes com vocês. E o escolhido de hoje é Antes Que Eu Vá. Ele estréia nos cinemas dia 25 e eu já adianto que é melhor do que eu esperava.

O filme é sobre Teoria do Caos, que eu acho que merece uma explicação (já que nem todo mundo conhece). Se você já sabe, basta seguir por próximo parágrafo. Se não, seguinte: A ideia é – basicamente – que tudo que acontece tem relação com coisas que aconteceram antes, por menores que sejam. Os eventos desencadeiam outros eventos que desencadeiam outros eventos e por aí vai. Tipo assim: Se você tivesse acordado 10 minutos atrasadx e tivesse saido de casa correndo pra chegar no compromisso seus passos seriam mais curtos e você não teria pisado naquela poça de lama e sujado seu sapato inteiro. Mas em níveis do tipo furacões e tals.

Aí ele tem essa breve explicação do que é teoria do caos. Irritante porém necessária. Irritante por ser feita com uma narração estranha da protagonista, que eu não curti. Mas antes que você se desespere, já aviso que isso não rola o filme todo. É só no início mesmo.

antes-que-eu-vá

E aí começa o filme. Essa menina, na faixa do seus 17 anos, sofre um acidente de carro e “morre”. Ela acaba ficando presa no mesmo dia até conseguir consertar a vida das pessoas que ela influenciou negativamente de alguma forma.

Achei um pouco que colocaram o peso do mundo nas costas da menina? Achei. Mas ela até que lidou bem com a situação. O roteiro desse filme é muito bem feito. Os personagens tão muito bem contruídos. As 4 meninas somos eu e minhas amigas direitinho. Serião. Adorei. Infelizmente a protagonista precisa ser meio genérica pra encaixar no maior número possível de jovens adolescentes, mas isso não atrapalha nada.

O filme ainda trata de assuntos interessantes e que estão super em alta – tipo bulling e suicídio –  sem fazer um alarde. É uma parte da humanidade. Tensa e que podia ser evitada, mas não deixa de ser parte da nossa sociedade. E pronto.

antes-que-eu-vá-2

Tentando falar sem dar spoilers, o final também é bem interessante. Pronto, só vou falar isso mesmo.. Mentira. A resolução do problema dela foi inteligente e bem contruida. Não ficou enrolando e explicou tudo que tinha pra ser explicado. Infelizmente achei a maneira que a história termina – especificamente pra ela – meio injusta. Mas não dá pra dizer o motivo sem dar spoilers. Então fiquem aí com minha revolta vaga.

As atuações do filme estão ótimas. A protagonista faz um excelente trabalho mudando um pouco as reações ao longo dos dias e até mesmo nas crises emocionais que a personagem enfrenta. Ela tem que passar por todo tipo de emoção nesse filme e nenhuma delas deixa a desejar.

Outro destaque desse filme está na fotografia. A miscura de cores frias e quentes é muito bem feita. A medida que os dias vão se repetindo vai ficando tudo mais e mais cinza (inclusive nas horas felizes) e isso é bem legal.

Bom, eu recomendo sim que vocês vejam. Se você estava com um certo receio que nem eu, vá assim mesmo. Você vai ter surpresas positivas. Eu tive, pelo menos.

Anúncios

Comente

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s