Virei a Moça do Livro (Socorro)

Certa vez eu li um livro. Noossa né. Calma. Esse livro contava várias histórias. Sempre com protagonistas femininas, e era bem livro de menininha mesmo. Vocês sabem que não é lá muito meu gênero, mas a gente tem que tentar ler independente disso (vide post que eu fiz sobre).

E aí me apareceu essa protagonista. A história – como a maioria delas – contaria de um casal improvável. Ele, músico, estudava numa escola de música por aí e tocava na rua. Ela, super centrada e séria, NÃO GOSTAVA DE MÚSICA. Toda vez que ela tinha que andar por aí, era ouvindo podcasts. O que até aí tudo bem. Mas ela insistia ao longo da história que não gostava de música. E eu sempre achei isso MUITO esquisito.

Calma, eu ainda gosto de música, não é isso.

Eu ficava lendo ela, adolescente (uma fase muito difícil) dizendo que não gostava das músicas por quê não sentia nada demais ao ouví-las. Ela. Adolescente. Eu tinha certeza que no meio da trama iamos acabar descobrindo que ela não tinha alma ou qualquer coisa do tipo. Não aconteceu.

Na época que eu li esse livro, meu tempo ouvindo coisas estava bem dividido. Eu acompanhava ali uns 2 ou 3 podcasts e ouvia em casa. Quando saía, aproveitava a oportunidade para ouvir música. Eu nunca fui fã de montar playlists, então sair de casa era A oportunidade para ligar a rádio (quem ouve rádio em casa em pleno 2017 né. Mas se você ouve tudo bem também tá?).

Passaram-se uns meses. Agora estamos em.. Ontem. Eu tava com uma vontade enorme de ouvir música. The Cure, pra ser mais exata. E aí, enquanto eu abria o Spotify me ocorreu que há muito tempo eu não ouvia The Cure. Há muito tempo eu não ouvia MUSICA. E aí eu começei a pensar.

Tem uns meses que eu arrumei meu cel e consegui liberar um certo espaço. Com esse espaço, vieram apps. Ou seja, agora não tem mais espaço – mas tinha. E aí eu baixei um app de podcast.

E 2 podcasts viraram uns 10.

E aí agora eu passo o tempo todo ouvindo podcasts. Podcast no onibus, podcast em casa, podcast enquanto eu desenho – aliás, descobri que é muito bom ouvir podcast enquanto se desenha – e NÃO OUÇO MAIS MÚSICA.

Olha que coisa. De uma forma ou de outra acabei virando a menina do livro que não ouvi música.

Mas pelo menos eu tenho alma (juro).

Anúncios

Comente

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s