Piloto de Gotham – Review

Então gente, estreiou dia 22/09 a série Gotham, da FOX. Pra quem não faz ideia do que eu to falando, trailer:

Por onde começar? A primeira coisa que me chamou a atenção foi a direção de arte. A caracterização de Gotham ficou sensacional. Tem uma estética meio steam punk, pela qual eu sou apaixonada. É bem sinistro (claro), mas de um jeito próximo à realidade. E criou uma atmosfera muito impactante, desde os primeiros minutos.

Aliada à direção de arte temos uma fotografia belíssima. Tem uns planos legais, mas que não me pareceram fora do comum. Temos dois destaques nesse quesito, um positivo e um negativo. Primeiro temos a cena da morte dos pais de Bruce e da dilatação do tempo. Enquanto tá tudo meio lento por causa do espanto de Bruce, temos as pérolas do colar de sua mãe caindo. A melhor cena na minha opinião. Para o pior plano, temos um que Comissário Gordon está perseguindo um criminoso e alguém resolveu que seria uma boa ideia uma câmera estilo capacete do Tony Stark só que mais de longe, sabe? Nem preciso dizer o desastre. Além de não combinar com a estética do episódio como um todo, ficou parecido com o efeito da lente olho de peixe. Bonito em fotos, péssimo em videos.

Quanto ao roteiro, achei muito bem pensado. Embora não esteja exatamente familiarizada com os personagens, fui capaz de identificar vários deles logo de cara. Pelo que andei pesquisando, seremos levados a conhecer uma outra perspectiva que não a do Bruce, e eu achei bem legal. No incio ficou meio difícil saber de quem é o ponto de vista principal, e isso me preocupa um pouco. Chegará o momento de aprofundar nos outros personagem e podemos vir a ter um problema sério de foco. O unico personagem que (pra mim) não parece ter sido bem apresentado é o Pinguim. Talvez pelo roteiro ter optado por uma história diferente da que conhecemos, foi preciso que se falasse o nome dele. Mesmo assim, vale destacar que o ator tem a fisionomia ideal para o Pinguim.

A trilha sonora foi o que menos se destacou nessa produção. Ficou evidente sua falta de identidade. Ela está ali apenas para compor a cena, adicionando carga dramática extra. Não é ruim, mas é muito pouco explorada e faz falta.

E você, já assistiu? Comente aqui embaixo!

Anúncios

Comente

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s