The Road so Far

Olás! Bom, acho que alguns de vocês já devem saber do que eu vou falar hoje. Mas esse post irá muito além do simples fato de eu amar Supernatural. Deixa eu explicar mais ou menos o que aconteceu:

Há uns meses atrás eu decidi que assistiria a todas as 8 temporadas existentes de Supernatural. Decidi. Assim do nada. Na verdade eu já tinha assistido as duas primeiras, mas após os rumores do fiasco da 4ª em diante acabei tendo receio de seguir em frente. Mas resolvi encarar. Respirei fundo e pensei comigo:

“Olha, se a história começar a ficar realmente ridícula, tem sempre o que olhar!”

 Até porque, Supernatural é uma das poucas séries por aí que permitem esse tipo de raciocínio. E com conteúdo, o que também é muito importante.

A questão toda é que foi a primeira vez que eu fiz isso. Assim de assistir episódios incessantemente durante horas a fio da mesma série. E olha que eu durmo umas oito horas por dia… E a grande novidade é que EU ACABEI. Cheguei ao fim. Estou em dia com os episódios, sem dever nada a ninguém. 🙂

E algo que pode parecer super comum de repente se tornou especial. Talvez por ter sido a primeira tentativa bem sucedida. Ou talvez porque, fora raras excessões, nenhum episódio me decepcionou. Dá pra acreditar? E já se foram oito anos de série (não para mim né, mas vocês entenderam). É coisa pra caramba. E o que resta agora é a sensação de dever cumprido e a anciedade do próximo episódio.

Entre as coisas mais legais que já aconteceram, temos:

 

O episódio de desenho animado da oitava temporada. Como não amar?

Tem também a Charlie, que resumidamente é uma nerd badass. E que é mais ou menos o fandom trazido pra dentro da série.

 

E os comentários do Cass. Aliás, qualquer dia vai ter um post só sobre o Cass aqui. Ele é incrível! E tudo que é possível nesse universo já aconteceu com ele. Tadinho.

 

O episódio em que eles precisam ficar bêbados pra ver um fantasma.

E tem as referências. A mais recente delas de Game of Thrones. E o episódio em que eles vão parar no nosso mundo e o Sam diz que é uma coisa chamada Jared Padaleki? Isso claro sem mencionar que as histórias são em geral muito bem boladas. E tudo é meio conectado. As vezes aparece alguma coisa sem nexo nenhum, mas combinemos que não é de nexo que vive uma série de caçadores de criaturas mágicas. Por favor, né gente?

Agora, eu também não posso deixar de comentar uma ou outra coisa desagradável. A começar pela tendencia da série a virar um drama. Acho que eu gostava mais quando era Saving people, hunting things. Não que o drama não seja importante para o aprofunamento dos personagens. 

 

Agora, o que ganha o prêmio de Coisa Desagradável da Vida é o Garth – o nome é esse mesmo?. Qual a desse cara pelo amor de Deus? Eu não tenho a mínima paciência.O personagenzinho desagradável. Nem os outros personagens gostam dele. A vantagem é que ele só aparece de veeeez em quando.

Quem reparou que toda vez que eu falo algo ruim da série eu defendo ela depois levanta a mão!

Bom, pois é… Mas acho que vou ficando por aqui.

E vocês, já viram uma série inteira que nem eu fiz? O que acharam?

E quanto a Supernatural?

Comentem aqui em baixo ^^

Anúncios

Comente

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s