Torchwood e a Depressão

Olás! Como disse no post ontem – geente, estou publicando coisas como prometido o.O – hoje falarei de minha maratona de Torchwood e da dor do fim da série. Vamos começar com uma explicação do que é Torchwood.
Pra facilitar o entendimento, faremos uma pequena interrupção para explicar o conceito de Spin off, que será usado em breve. Trata-se de uma derivação, algo que foi criado a partir de uma coisa já existente.
Voltando ao assunto, Torchwood é um spin off de Doctor Who – e agora você entende o motivo da pausa. Pois bem. Trata-se de uma organização criada pela realeza britânica para estudar seres de outros planetas e proteger os seres humanos dos mesmos. E aí nós temos o núcleo principal, constituido de:

Captain Jack Harkness: Um humano do futuro que, por um acidente, acaba se tornando imortal e carregando o fardo de passar pela morte inúmeras vezes. Interpretado por John Barrowman.

Gwen Cooper: Uma mulher deste século que precisa basicamente enfrentar a vida dupla que leva entre o trabalho secreto e a vida com o namorado. Interpretada por Eve Myles.

Rhys Williams: É basicamente o namorado da Gwen. Não que ele seja insignificante. As participações dele vão ficando melhores e mais importantes com o avanço da trama. Interpretado por Kai Owen.

Ianto Jones: Pouco se sabe sobre a vida privada de Ianto, a não ser que ele trabalhava em outra unidade de Torchwood. Seu personagem também cresce muito ao longo da série, e ele se torna cada vez mais importante. É interpretado por Gareth David-Lloyd.

Owen Harper: O médico do grupo. Eu particularmente não gostava dele no início, mas uma vez que descobri suas motivações acabei mudando de ideia. Interpretado por Burn Gorman.

Toshiko Sato: Ela é o gênio do grupo. Acabamos descobrindo que seu passado foi muito complicado, o que acaba explicando um pouco sua vida tumultuada durante toda a série. Interpretada por Naoko Mori.
Antes que falem qualquer coisa, sei que coloquei poucas características deles aqui. Em minha defesa, descobrir quem eles são, na minha opinião, faz parte da diversão da série.
Acho que fora a coisa alienígena que eu adoro, a melhor parte é ver os personagens dando pistas das coisas durante os episódios. Quando você descobre algo sobre eles, basta parar um pouco para pensar e você descobre que dava para ter desconfiado. Fora que a mistura entre drama e ficção científica ficou ótima! E eles te fazem entender cada um e gostar de cada um antes do final trágico. Além , é claro, de um ou outro detalhe técnico. Apesar de não ser o objetivo principal, podemos ver certos movimentos de câmera muito interessantes. E também como os figurinos refletem a personalidade de cada personagem.
Ok, Spoiler Alert! O que vou falar agora se refere à terceira temporada. Se você ainda não viu, mas tem intenção de ver, veja primeiro.
Agora que estão todos devidamente informados, vamos à fatídica quinta feira. Se tem uma maneira de resumir a terceira temporada de Torchwood, seria “aquela em que todos morrem”. Primeiro o Owen – duas vezes – depois a Tosh, e por fim o Ianto. Confesso que foi a pior morte de todas. Acontece que ele era meu personagem preferido. E a despedida do Jack foi tão gracinha. E eu já estava tão triste com a morte de tudo e todos….
Sabe, eu não sou o tipo de pessoa que entra em desespero quando essas coisas acontecem. Mas acho que a maneira como os personagens foram apresentados contribuiu muito com isso. Eles são mostrados aos poucos e acaba que você cria um vínculo, pois é mais ou menos a mesma maneira que você conhece as pessoas no seu cotidiano.
E eu devo confessar que foi uma experiência interessante. Me envolver em uma série dessa maneira. Mas não sei se seria capaz de fazer isso sempre, como muitas pessoas que conheço. Acho que no fim das contas desistiria de ver séries. Não consigo me imaginar chorando após cada filme de drama, ou a cada vez que meu personagem preferido de tal série morre e o outro que eu amava fica triste com isso.
E o que resta no final é praticamente o buraco que a série deixa. E a dúvida se você deve ou não sugerir ela para outros. Ou talvez eu só esteja espantada por ser a primeira vez que isso acontece comigo. Não sei. Vejamos quanto tempo levarei para voltar ao normal.

Anúncios

Comente

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s