Resumo de Férias

Como vocês puderam notar, eu não sou muito boa para escrever textos periodicamente, então vou tentar textos soltos, tipo esse. Pra fechar as férias, decidi fazer um resumão de tudo o que aconteceu, via texto mesmo. Achei uma oportunidade válida pra escrever alguma coisa aqui.
Entre os dias 09/07 e hoje, 02/08 fiquei entre TV, livros, lojas e restaurantes. Não rolaram vídeos nesse período – eu não estava em casa – então acho que terei muito pra colocar em dia. Vamos começar com os filmes.
O primeiro assistido foi Meu Malvado Favorito 2. Resumidamente, achei o filme mais engraçado que o primeiro, o que não necessariamente significa que ele seja melhor.  Eu fiz um vídeo sobre ele, o link tá aqui. Nele vocês podem saber minha opinião em detalhes.
O segundo filme assistido foi Minha Mãe É uma Peça. O filme é brasileiro, baseado na peça homônima de Paulo Gustavo, ator que eu simplesmente adoro. Ele fala de um fim de semana em que a mãe – interpretada pelo Paulo Gustavo – ouve os filhos falando coisas sobre ela e decide fugir de casa. E aí tem os filhos tentando sobreviver sem ela e ela tentando viver a vida dela sem pensar nele. Ri bastante. E tem também umas cenas mais de drama que não deixaram a desejar.
O terceiro filme foi Turbo. É uma animação que conta a história de um caracol de jardim que sonha ser rápido como um carro de corrida. Por uma incrível coincidência ele acaba conseguindo e um humano que vê faz o possível para coloca-lo nas pistas. Eu achei meio esquisito o fato dele ter “virado um carro” ao invés de só adquirir velocidade. Temos por exemplo uma cena em que ele bate os olhos e liga um rádio. Achei estranho. Mas fora isso o filme é bem divertido.
Além desses, consegui assistir pela televisão, após uma quantidade desnecessariamente grande de tempo, Madagascar 3. Eu adoro todos os filmes da trilogia. Acho que nenhum deles ficou inferior ao outro. E esse em particular me surpreendeu pela qualidade. O que acontece é que quando eu passo muito tempo ansiosa pra ver um filme, ele acaba sendo inferior às minhas expectativas. Mas não foi o caso. Me diverti bastante e ri do início ao fim. Além disso, achei o final bastante apropriado.
Provavelmente assisti mais coisa, mas é difícil lembrar assim de cabeça.. Bom, vamos às séries então:
Vou começar com as que comecei a ver desde o piloto nas férias. A primeira delas foi Ugly Betty. Ela conta a história de Betty, uma garota meio desajeitada e que não se veste muito bem que é convidada para trabalhar em uma revista de moda. E a série gira em torno de seus problemas em casa, seu chefe complicadíssimo e o ambiente hostil da revista. É legal porque trata-se de uma comédia sutil, com toques de drama, em um ambiente incomum. E a construção das personagens também não deixa a desejar. Você consegue encontrar um pouco de muitas pessoas que conhece nas personagens, inclusive você mesmo.
Além dessa, decidi ver desde o início Hora de Aventura. Pra quem não conhece, é um desenho bem legal sobre um garoto e seu cachorro que vivem num mundo louco – que, segundo fui informada, é pós-guerra nuclear – com comidas e animais falantes, e criaturas estranhas e esse tipo de coisa. E aí o Finn, único humano conhecido, precisa enfrentar seu amadurecimento – ele tem cerca de 12 anos –  e salvar o mundo com Jake, seu melhor amigo/cachorro falante. Os episódios não tem lá muita conexão, fora um ou outro elemento, e eu adoro o traço dos desenhos
Além dessas duas, retomei a jornada de Game of Thrones e Futurama. Sobre Game of Thrones, eu falei um pouco nesse vídeo aqui. Nele eu falo bastante da história, pelo menos da primeira temporada. Não sei se conseguiria explicar melhor, porque ela é beeem confusa. Mas como eu disse lá é lindíssimo.
Sobre Futurama, basta dizer que é do mesmo criador de Simpsons. Mas segue uma linha mais sarcástica. Um cara de 1999 cai numa máquina pra congelar pessoas e é descongelado em 2999. E aí tem ele tentando sobreviver nessa época muito diferente. E tem o grupo de gente que trabalha com ele e seus problemas de 2999. É bem legal.
Tirando Ugly Betty, todas as séries que eu citei ainda estão abertas. Todas elas são fáceis de encontrar pra baixar via torrente e tem em torno de 4 temporadas. Mas essas férias não foram feitas apenas de telas. Tivemos também alguns livros legais.
O primeiro deles, que estava lendo, estou lendo e ainda lerei por algum tempo é O Senhor dos Anéis – A Sociedade do Anel. Pra começar, o livro é super difícil de ler. Decidi ler a versão original, escrita em inglês antigo. E o livro é enorme. Mas até que eu estou progredindo bem. Uma vez que você se acostuma ao ritmo, tudo fica mais fácil. Ele conta mais ou menos o período entre a entrega do Um Anel a Frodo e a decisão da Sociedade do Anel de ir juntos leva-lo a Mordor. O livro é bem descritivo, mas de uma maneira agradável. Eu fiquei com a sensação, mesmo depois de ter visto os filmes, que tudo que estava sendo descrito contribuía para o entendimento da história. A titulo de comparação, eu não consegui ler Harry Potter – em português e tudo – pois achei que os detalhes não traziam nada. Mais pra frente, quando acabar de ler, faço uma review melhor.
O outro livro lido – no meio do primeiro, inclusive – pra amenizar a dificuldade de Senhor dos Anéis, foi o primeiro livro do Guia do Mochileiro das Galáxias. Eu simplesmente li suas 200 páginas em um dia. Esse é o quanto eu gostei do livro. A leitura é super agradável, e a mudança de ambientes – para alguns considerada confusa – é na verdade um alívio entre um situação e outra.
 Resumidamente, temos a história de Arthur Dent, o único humano sobrevivente da destruição da terra – comicamente semelhante à destruição de sua própria casa – e de Ford Prefect, mochileiro que escreve para o Guia e que ficou esquecido na Terra 15 anos. Nesse processo, temos mais alguns personagens e suas conexões, e um pouco da explicação sobre o que é e pra que serve a terra. E o livro solta algumas curiosidades divertidas do universo da história, completamente avulsas ao que acontece no plot central  – pelo menos é o que parece à primeira vista.

Bom, é isso. Eu pretendia falar um pouco sobre filmes que não consegui ver e sobre as coisas que comprei ao longo dos dias, mas acho que esse texto já está enorme o suficiente. Espero escrever o resto em breve. Contem pra mim o que fizeram nas férias aqui embaixo. Viram algum desses filmes? Leram algum desses livros? 
Anúncios

Comente

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s